segunda-feira, 8 de setembro de 2008

LÉSBICAS GORDINHAS E GAYS GORDINHOS: VOCÊS ESTÃO NA MODA!

Dizem que gosto não se discute, mas vamos deixar um pouco de lado este ditado e vamos debater este tema.
Após ter visitado inúmeros sites nacionais e internacionais de relacionamento para homossexuais cheguei a um dado que achei curioso: quase metade dos internautas procuram para namoro pessoas normais ou acima do peso.
Trato este dado como “curioso” porque atualmente filmes e séries destinados ao público GLBTT mostram somente pessoas com rostos que parecem desenhados por Botticelli e corpos esculturais como se o mundo homossexual fosse formado apenas por pessoas com este perfil.
Se pararmos para refletir notaremos que o nosso mundo é eclético, repleto de pessoas negras, brancas, orientais, magros, definidos, normais, obesos...mas a “lavagem cerebral” que nos é feita todos os dias pela mídia nos faz acreditar que se estamos acima do peso não encontraremos um amor, não beijaremos ninguém, seremos infelizes pois nunca encontraremos alguém que goste de nós por estarmos fora dos padrões corporais perfeitos.
Porém, com base nos dados da pesquisa, posso afirmar: lésbicas e gays gordinhos estão na moda!!!!!
Em um dos muitos perfis analisados encontrei uma canadense que deixava muito claro que, caso o interessado não possuísse peso acima de 130 kg não necessitaria perder tempo com mensagens pois não responderia a elas, posto que seu interesse era único e exclusivamente em pessoas com essa medida de peso.
Em uma conversa , um jovem irlandês de corpo escultural me relataou que havia conhecido outro jovem, também com corpo escultural, que lhe parecia ser o seu “gay encantado”, mas para seu infortúnio escutou a seguinte frase: “você é muito interessante mas não gosto de homens com corpo definido”!
Então será que é necessário lipoaspiração...abdominoplastia...horas e horas em academias de ginástica com o intuito de esculpir o corpo para encontrar seu par ideal? Não, mas vale aqui destacar que as academias devem ser objeto de zelo pela saúde.
Mesmo que você esteja acima do peso deverá sempre fazer um exercício físico, pois, imagine você lésbica ou gay gordinho, que após ler este meu breve devaneio encontre o seu par perfeito e tempos depois vem a falecer de infarto do miocárdio? Posso estar sendo muito radical, mas é a pura e clara verdade. Saúde é fundamental!
Pode-se estar acima do peso, mas cuide-se. Não é preciso definir seu corpo, mas seu coração além de amar merece, também, estar livre de gorduras. Deixe as gordurinhas extras no culote, barriguinha..mas nunca em suas veias! O importante é que seu coração seja saudável para que você possa amar tranquilamente.
Não busco aqui afirmar que homossexuais esculturais estão fora de moda, mas sim busco afirmar que os “esculturais” extremamente narcisistas e preconceituosos com gordinhos e gordinhas é que estão fora de moda.
Admiro todas as pessoas que cuidam de sua saúde e que por isso os levam a ter uma estrutura muscular perfeita, no entanto, não admiro as pessoas que somente falam incansavelmente em academias de ginástica, comida sem calorias, tratamentos de redução adiposa...e um conselho: se há uma coisa que considero inconveniente e deselegante é convidar alguém para jantar e enquanto degusto um maravilhoso mousse de chocolate meu convidado destaca a quantidade de calorias que estou ingerindo e quantas horas deverei permanecer em uma academia de ginástica para queimá-las!!!!Não estou acima do peso, mas nem que eu tivesse deixaria de apreciar um belo mousse de chocolate.
Então...para um gay ou uma lésbica narcisista e preconceituoso o que colocarei a seguir pode parecer de extremo impacto, porém, devo dizer que: QUEM VÊ CORAÇÃO NÃO VÊ CULOTE!!!QUEM ENXERGA A ALMA NÃO ENXERGA BARRIGA!!! CULOTE É BONITO!!! TER BARRIGA É BONITO!!!
AME-SE DO JEITO QUE VOCÊ É...mas cuidado com a sua saúde!!!!!!


Por VINCENZO GONZAGA.



Agradecimentos: Judy Johnson (Irlanda) e Stefano Milani (Itália) pela ajuda com minha pesquisa.Imagem: As gordas de Ilze Muceniece.

5 comentários:

Queer Girls disse...

Vincenzo,
Eu sou gordinha, minha mulher é gordinha. Nosso encontro foi ao acaso. Pela internet, mas sem estipular padrões para escolher uma parceira. Aconteceu!!
Concordo com tudo o que vc escreveu! Agora não dá pra destacar que há magras que fumam, bebem litros de café, coca, não comem nada saudável mas na aparência são magras e lindas! Prefiro uma gordinha saudável do que uma magra que vai pifar já já.
Vou colocar no Lesbosfera, tá?
E a imagem tá linda!!
Onde vc mora??
bjos,
Mari

VINCENZO GONZAGA disse...

Concordo plenamente contigo..nem sempre um corpo sarado é saudável!!!
beijoooooooo

Isadora disse...

Tão verdade isso... um dos nossos maiores prazeres é a comida, não vejo problema em cometer o pecado da gula de vez em quando. E acho que as pessoas estão aos poucos ficando mais humanas e realistas... ao invés de corpinho sarado e vida fútil, estão procurando conteúdo e parceria.

Anônimo disse...

Vincenzo, após leu teu comentário lembrei de uma experiência vivida a pouco tempo. Me deparei com um "gay encantado" outro dia em um bar, lindo, tipo moço bonito e comportado, e deu uma certa liga a ponto de sairmos juntos e.....emfim rolou algo mas tb faltou algo e o que foi? Descobri que só curte gordinhos, tanto pelas fotos de seu orkut quanto comentários de um amigo dele. Realmente, depois daquela, as vezes ao comer um chocolate penso: sempre vai ter alguém que vai me querer. Parabéns pelo blog.

Ricardo disse...

Adorei o texto. Não sou gordinho, mas sou louco por caras com barriguinha (embora não possa dizer que rejeitaria um homem com corpo mais definido; imagina se o Jude Law chega pra mim e me diz: "Te quero.". Vou dispensar o Jude Law?).
Geralmente, sinto mais atração pelos caras "normais" que vejo ao andar pela rua do que pelos modelos ou atores com corpo escultural que vejo na TV.
Mas minha tolerância vai até certo ponto: diferentemente da canadense que citas no texto não tenho a menor atração por obesos mórbidos. Entre as muitas fantasias que tenho, não está a de morrer esmagado na cama pelo meu parceiro de 130 kg.

Ah, o blog é um primor.
Abraço.