sexta-feira, 14 de novembro de 2008

GAYS E LÉSBICAS DE MÃOS DADAS NA RUA


Algumas sociedades ainda se chocam ao verem dois homens ou duas mulheres de mãos dadas na rua.
Ofendem, olham “atravessado”, fazem piadas, alguns até admiram a coragem quando se deparam com esta cena numa sociedade hipócrita e homofóbica, porém procuram não demonstrar para não serem objetos de piadas.
Isto acontece devido ao fato de que dois homens ou duas mulheres estarem assim em público é novo para todos...é diferente.
Alguns dizem que é anormal...pode-se até dizer que é, porém não no sentindo ruim da palavra, mas sim no sentido de “incomum”.
Por ser incomum as pessoas olham, se espantam!!!!
Acontece que se houvesse mais casais homossexuais andando de mãos dadas nas ruas isto se tornaria normal e ninguém mais olharia.
Seria uma atitude tão cotidiana que não chamaria mais a atenção.
No entanto, para que isso se torne normal, os homossexuais têm que fazer disto um hábito quando estiverem com seus namorados ou namoradas.
Andar de mãos dadas é um ato de carinho, demonstra amor, afeto... tudo do que há de melhor no mundo!!!
Num mundo de guerras, fome, miséria, crimes, qualquer demonstração pública de afeto traz um pouco de alívio a alma do ser humano que está tão amarga, tão sem esperança...
Certas pessoas podem até achar ruim ao ver uma cena assim, mas muita gente em seu interior sente um pouco de inveja, pois quem olha e crucifica um homossexual demonstrando carinho em público geralmente está sozinho, carente de amor, sem ninguém para lhe estender a mão.
Um dia as coisas irão mudar...não sei quando...mas irão!!!
Este simples ato de afeto público um dia será tão normal que contaremos aos nossos netos como era o nosso mundo quando jovens e eles não acreditarão, acharão que estamos exagerando.
E com certeza nunca nos arrependeremos de tudo o que estamos fazendo atualmente para mudar o mundo...sorriremos!!!!

por VINCENZO GONZAGA

Obs: a foto acima foi tirada em frente ao Palácio Imperial em Madrid com um amigo...e ninguém nos olhou!!!!

23 comentários:

Rodrigo disse...

Muita gente reclama dessa invasao gay na sociedade na televisao e cinema. Dizem que nós queremos impor nossa condição a força, mas se não fizermos assim agora, viveremos eternamente como se fossemos ets. Eu confesso que nao tenho coragem de andar de maos dadas em muitos lugares, mas ainda chego lá.

Rodrigo disse...

Coloquei seu link no meu blog, de repente vc pode fazer o mesmo.

http://mundodohomem.blogspot.com

O Menino que Voa disse...

tenho uma amiga que vive na Suíca. Em Lauzane! E ela sempre me convida e ao Maridão pra irmos pra lá passar uma temporada. Ela mesmo diz que ninguem se importa quem faz o que com quem. QUe perto da casa dela tem um parque e, lá, vc ve todo tipo de casal fazendo pequiniques no verão.

pinguim disse...

É curioso que aúnica vez em que andei de mão dada com um amigo, também foi em Madrid, e não vi reações negativas...
Abraço.

Marcos Freitas disse...

Espero que um dia essa seja uma realidade no Brasil

lola aronovich disse...

Vincenzo, obrigada pela sua visita ao meu blog. Estou aqui agora e deixei uns comentários nuns posts mais antigos (vc os lê?). Puxa, dou todo apoio para que casais homossexuais possam andar de mãos dadas sem nenhum tipo de recriminação. Mas há cidades e bairros no Brasil em que a aceitação é muito mais ampla, né? Torço para que um dia todas as cidades sejam assim. Abração!

TEAGO S. A. disse...

Engraçado.. domingo eu e o amigo meu estavamos falando disso...
Ele havia me contado que foi para são paulo e ficou com um cara na praça em pleno meio dia...
isso nunca poderia acontecer na minha cidade...

AIRBORNE disse...

bato palma aqui no Brasil pra quem faz isso... realmente precisa ficar algo natural, para que todos vejam que não é uma "aberração" como pensam...

o problema é que aqui na Paulista e região é razoavelmente comum e ninguém olha, mas vai pra periferia... é aí que precisa mudar a educação e a cabeça da população pra que possamos ser uma sociedade livre de preconceitos...

beijão, ótima semana pra vc!

Leo disse...

Bem legal seu blog kra.
Eu concordo em gênero e numero com seu texto. Acho que cabe a nós dar um pouco mais a cara a tapa. A normalidade só vai ser atingida no dia em que não fizerem tanto auê na Tv por causa de um beijo gay, ou que nós não tivermos vergonha de andar na rua de mãos dadas.
Gostei também do post sobre o papel das celebridades. É exatamente o que penso.
um abraço

Paulo disse...

É engraçado, quem anda pela avenida Paulista à noite ou pelos Jardins pode até achar que caiu de paraquedas em outro país, pois vira e mexe você se depara com casais gays de mãos dadas ou abraçados por lá.

Ainda sonho com o dia em que isso será normal em toda a cidade, sem olhares atravessados ou piadinhas... Quem sabe ainda rola?


abraço!

HAIRYBEARS disse...

DIREITOS IGUAIS ...







HAIRYBEARS
http://hairybears.blogspot.com/

Mágico Richard disse...

Gostei muito do seu blog, muito bom mesmo, parabéns. Deixo aqui o meu link, abraço. mágico Richard – mágico, para eventos, mágico para festas, mágico para feiras, mágico para convenções – mágico-mágicos

Demian disse...

Querido, valeu as visitas lá no Despautério...

Eu tb acho tudo uma grande bobagem. É como aquele lance da pornografia na década de 60 e 70 que hoje está estampada em nossa cara.

Mas acredito tanto quanto você que um dia isso vai ser possível, e não tá longe... Tão horrível estar com alguém sem poder tocar!

Sou de câncer, não podo!

Marcos Henrique de Oliveira e Folgoet disse...

Oi Luciano, gostei muito do seu blog.
Prometo um comentário mais a altura do blog.
Grande abraço

VINCENZO GONZAGA disse...

Luciano???

Alice disse...

Agradecendo a visita no nosso blog.

Acho incrível como as pessoas ainda se chocam com um gesto tão simples, e tão carinhoso. Já se acostumaram à violência, mas não se acostumam ao amor. Estrnha inversão de valores que vivemos...

Marcos Henrique de Oliveira e Folgoet disse...

Essa querela de gays andarem ou não de mãos dadas nas ruas é muito peculiar de acordo com a região. Aqui em Montes Claros, interior de Minas Gerais, cidade com quase 400 mil habitantes dar as mãos é pedir para ser alvo da crueldade humana. Em BH acho mais tranquilo, fiquei com um cara na praça da Liberdade, centro do poder estatal, trrocando altos bjos e abraços e não me senti vigiado ou punido pelo 'puritanismo' dos integrantes da tradicional família mineira.

Pegante disse...

Como falaram, já vi casais gays de mãos dadas na Paulista sem problemas.
Acho que se são mulheres é ainda menos "agressivo" para o povo do que se fossem 2 homens. Muita gente acha que são 2 amigas, coisa que é aceitável para mulher mas não para homem no Brasil.
Por outro lado, passei por um casal meia-idade no Shopping Frei Caneca e peguei um resto de comentário "que absurdo" sobre um casal que se beijava. Dois passos depois vejo que falavam de 2 rapazes que trocavam beijos -- beijos comuns, nada de exagero.

Alberto Pereira Jr. disse...

concordo e apoio!
é demosntração de carinho não tem nada demais!

Cássio L disse...

Se há algo que deve ser condenado e do qual se deve sentir vergonha, é o preconceito por parte da parcela hipócrita da nossa sociedade que se considera superior aos seus semelhantes, a ponto de pensar que alguém pode ter o direito de reprimir quem quer que seja por expressar seus sentimentos, ainda mais em um gesto tão bonito quanto dar as mãos.

JustMe disse...

Uma manifestação de carinho sabe bem em qualquer sitio, seja na rua, em casa, no bar ou num restaurante... TODOS TEMOS ESSE DIREITO !!!

Parabéns pelo blog...

Abraço-te
JustMe

liu disse...

Nossa!!! Adorei suas palavras,elas deixam bem claro a condição das pessoas homofóbicas,são pessoas incapazes de demonstrar amor e também de receber,por isso destilam toda a sua frustração naqueles que se amam e demonstram isso.

LOJAS PARCERIA ORGULHO DE SER NOSSA disse...

INFELIZMENTE A SOCIEDADE AINDA PREFERE VER DOIS RAPAZES COM ARMAS NAS MAOS E NAO DE MAOS DADAS