terça-feira, 13 de janeiro de 2009

“PSICOPATAS” QUE CRUZAM NOSSO CAMINHO: ATÉ ONDE VAI A CARÊNCIA AMOROSA?



Quem já escutou um amigo(a) reclamando de um garoto(a) que não pára de telefonar? Quem já passou por isso?
Quem não passou: sorte a sua, pois, as vezes, esse tipo de pessoa extrapola todos os limites da educação e do bom senso e tem atitudes completamente fora do comum.
Para escrever aqui no blog sempre uso exemplos de amigos, depoimentos que recebo pela internet ou pesquisas que faço em sites de relacionamento, mas neste caso eu posso ser o exemplo, pois como meus amigos dizem: eu sou um ímã de “psicopatas”.
Não posso afirmar certamente se são psicopatas mesmo (não sou psiquiatra), mas com certeza algumas atitudes destas pessoas podem ser comparadas com este tipo de doença.
Meu primeiro “psicopata” apareceu quando eu ainda estava com meu primeiro namorado. Simplesmente o ser doentio me viu numa balada, conseguiu meu telefone (não sei como) e me ligou por dias e dias querendo marcar um encontro. Imaginem minha situação: a criatura ligando dia e noite e meu ex-namorado de cara de feia sem entender direito o que estava acontecendo.
Fiquei com um certo medo, mas decidi me encontrar com ele e resolver a situação, sendo que ele já havia descoberto o telefone de minha mãe e conversado com ela.
Bom...após um tempo conversando num lugar público (óbvio) vi que se tratava de um cara completamente carente e desequilibrado . Para me salvar da situação, disse a ele que eu estava com câncer em estado terminal....e ele acreditou!! Não tenho e nunca tive câncer, foi uma desculpa ridícula, eu sei, mas eu era muito jovem e foi a primeira coisa que me passou pela cabeça. Mas deu resultado: Ele nunca mais apareceu!!!
O segundo psicopata chorou após o nosso primeiro beijo...(só foi um beijo mesmo). Imaginem a minha cara vendo ele chorar e dizendo em voz alta que me amava...e o pior é que foi na frente de todos num bar. Confesso que tive vontade de me tacar da janela do bar de tanta vergonha. Fazia 20 minutos que eu o havia conhecido e ele disse chorando que me amava.
Fui embora escondido e no outro dia recebi 37 ligações dele num espaço de 4 horas. No outro fim de semana eu estava dançando com meus amigos e adivinhem quem apareceu? O PSICOPATA !!! quase que desta vez fui eu que chorei...ele grudou em mim a noite inteira dizendo que me amava...meus amigos estavam apavorados e eu não dava atenção a criatura.
Após umas horas, ele começou a dizer algumas palavras agressivas...continuei não dando atenção. Até que começou a me ameaçar, dizendo que ia descobrir onde eu morava e ia fazer um escândalo!!! Bom...sou um cara muito paciente e educado, porém nem a pessoa mais calma do mundo resiste a tanto. Então, “educadamente”, eu o peguei pelo pescoço, levei até o segurança e ele foi expulso do local. Depois disto ele me deixou em paz.
Já apareceram outros, mas hoje eu sei identificar muito bem quando vejo um.
Estas pessoas nem sempre estão interessadas sexualmente, pode ser que queiram somente amizade. Mas ser amigo de uma pessoa assim é um problemão. A pessoa te conhece a menos de um mês e te liga todos os dias para ver como você está ou para contar algo banal que aconteceu; julga todos os seus amigos dizendo quem presta ou quem não presta, dá palpites sobre sua roupa ou estilo de vida; fica chateado se você vai sair com outros amigos...tomem cuidado: está pessoa tem algum problema. Sinceramente, amizade para mim é uma coisa bem complexa e que demora um certo tempo para se concretizar.
Contando assim pode parecer engraçado, mas, além de ter vivenciado este tipo de experiência, também trabalhei por 3 anos com um juiz criminal e vi muitos casos de gays e lésbicas que estavam passando por este tipo de situação e que se viram forçados a procurar uma delegacia para terminar com este pesadelo.
Um destes processos era de uma lésbica que ficou três dias trancada no apto de uma garota que tinha conhecido num sábado a noite. Ela não sofreu nenhuma agressão física, mas a “les-louca” ameaçava se matar caso ela fosse embora.


Por isso aqui vai um conselho: tomem cuidado ao levar um desconhecido(a) para casa!

Levar uma pessoa para casa no mesmo dia em que a conheceu é a mesma coisa que brincar de roleta-russa!!!
CONHECER UMA PESSOA AOS POUCOS AINDA É A MELHOR FORMA!

por VINCENZO GONZAGA

14 comentários:

pinguim disse...

Hoje em dia todo o cuidado é pouco; nunca trouxe a minha casa num primeiro impulso e quando vou a casa de alguém que não conheço completamente, não estou totalmente à vontade (é bem certo que isso era dantes, pois agora só me interessa sexo com a pessoa que amo).
Abraço.

Já mandei o mail com os endereços dos sites.

Felipe Lucchesi disse...

Pois é,uma psicopata também invadiu a minha vida !!! É um horror viver dessa forma ! Mais tempo,menos tempo,consegui tirá-la da minha vida.

Black Angel disse...

Meu Deus me indentifiquei com o texto aliás psicopatas somos todos so que alguns tem menos senso que os outros rsrsrs uhum te indiquei pro meme depois veja lá no meu blog se quiser participar lógico
Abçs

Dama de Cinzas disse...

Sinistro seu depoimento! Eu tb já sofri com esses tipos! Só pra ilustrar, uma vez saí com um cara no carnaval e dei o tel do meu trabalho. O cara ligava sem parar, até que meu chefe me chamou e pediu para eu dar um jeito naquilo! Eu tive que contar uma história mirabolante de que tinha colocado um identificador de chamadas no local e que tinha policiais prontos para prendê-lo no endereço do telefone dele, caso ele não parasse. Ufa! O cara não ligou mais, isso depois de cinco dias de tormento absoluto!


Beijocas

Leo disse...

Gente... nunca passei por isso nao. Carência é uma coisa, falta de noção é outra!
Eu que já tive problemas de ficar sem graça de pedir o telefone de pessoas de quem queria ser amigo! Achei que tava sendo muito oferecido! Imagina se eu ía descobrir o telefone e sair ligando!
Sem noção TOTAL!

Bubbles disse...

Ola!

Confesso que que teu rosto nao me eh estranho. Onde tu moras ai?
Nao tenho mais Orkut! : (
Adoro o teu blog e do jeito que escreves.
Beijao

By the way, acho que todo mundo tha teve um psicopatinha inseguro na vida ! lol

AIRBORNE disse...

cara, nem fale... eu também já passei por cada uma que ninguém merece...

já tive um cara que me ligou 30 vezes e deixou os 5 recados possíveis na caixa postal mais uma meia dúzia de torpedos pra mim em coisa de 3 horas, porque eu não atendi o telefone (estava dormindo)...

a partir daí eu já cortei porque eu vi que a coisa não ia ter futuro... mas foi fogo, depois de muito tempo ele ainda me ligou pra conversar e tentar marcar alguma coisa...

todo mundo se não passou ainda vai passar por um psicopata na vida hehehehe

beijos

MANS / ANDRÉ disse...

ainda bem que desse mal nunca vivi
geralmente minha antipatia deixa tudo bem claro se de fato gosto ou não da pessoa

bjo pra vc!

O amor e etc. disse...

Nossa, terei mais cuidado agora. Só que eu estou mais para um desses loucos mesmo... brincadeira.
Eu indiquei um selo para você lá no meu blog, blz?

Gustavo disse...

Nunca me vi nesta situação.
Mas agora vc me fez refletir sobre uma coisa...
Será que eu ligo demais para os caras que conheço e curto?
Mas eu nem sou tão louco assim...

Mas tudo bem, olha depois de um histórico deses vc devia realmente pensar em virar um especialista em psicopatas rsrs

Bjunda

Rodrigo disse...

Eu nunca passei por isso, me senti a pessoa mais odiada do mundo agora lendo seu depoimento.
Mas não sou psicopata não, acho que meu problema é a falta de atitude e não atitude demais.

Paulo disse...

Vicenzo, te entendo perfeitamente... Também sou imã para psicopata, eles me vêem à quilômetros! Ciúmes doentios, trocentas ligações, ficar vigiando meus passos constantemente, até mesmo uma tentativa de suicídio de um deles, já passei por tudo isso...

Quero namorar, mas tenho tanto medo do próximo louco que vai aparecer na minha vida, viu...


abraço!

douglasfert disse...

Existe uma certa carência, uma certa psicose, uma certa doença que as pessoas costumam chamar de amor.
AMigos, parentes, colegas, vizinhos, namorados... É melhor manter um certo cuidado destas pessoas.
Não digo se afastar de um amigo por ter descoberto que ele tem um Q psicótico, mas ter uma distância básica dele eu creio que seja algo necessário. Se ele sabe TUDO de sua vida, te liga muito e têm ciúmes de sua vida particular, realmente é bom ter um certo cuidado.

Kassim disse...

kkkkk Olha, acho que é a primeira vez que me divirto tanto lendo um blog. Muito bacana a forma como você coloca as situações, que embora sérias, não deixam de ser cômicas. Li outros posts, mas estou deixando nesse aqui. Me identifiquei um pouco nos dois lados. Bem, nem em todos os casos se tratam de psicopatias, as vezes é apenas fase. já me apaixonei diversas vezes por várias pessoas, em questão de segundos. Imagine se apaixonar por alguém a ponto de esperar todo o dia na frente do portão só pra ver a pessoa passar. Bem, graças a Deus não passou deste ponto. rsrsrs há sua seriedade, mas tbém sua comicidade. Dizem que tudo que está em excesso faz mal, acho que é o ponto que toca seu blog. Parabéns pelos posts interessantes. QUE A FORÇA ESTEJA COM V, SEMPRE.BRAÇÃO