quinta-feira, 28 de maio de 2009

QUANDO DIZEMOS NÃO AO AMOR!



São tantas pessoas que escuto dizendo que querem amar que às vezes fico preocupado com tanta carência no mundo.
No entanto, há vezes que o “gay encantado” finalmente aparece...mas para o cara errado!
Meu grande amigo Eduardo é um gay “Don Juan”. Com seu jeito meigo e educado sempre conquistou a todos os homens que desejou e após cada conquista os descartava sem dó nem piedade.
Isso era prazeroso para ele...quem sabe uma auto-afirmação...quem sabe medo...quem sabe?
Por muitas vezes tive a oportunidade de acompanhar suas conquistas e confesso: realmente era de dar dó dos homens que caiam na teia de Eduardo.
Dizia que no lugar de seu coração existia um cubo de gelo e que por isso nunca havia sentido pena de nenhuma de suas “vítimas”.... dizia que amor e paixão era feito para os fracos!
Outra coisa que dizia é que não havia homem no mundo que conseguisse segurá-lo num relacionamento.
...o universo conspira....Conseguiram derreter o cubo de gelo.
Estávamos na Bubu quando um homem lindo o segurou pelo braço e disse: quero você!
Foi um pouco assustador, pois o garoto tinha cara de brabo e segurou com muita força o braço de Eduardo.
Pensei que ia rolar algum stress, no entanto, os dois se beijaram fervorosamente...trocaram telefone...
Por algumas vezes o garoto dormiu na casa de Eduardo...conheceu a família de Eduardo.
Eduardo, mesmo negando, estava apaixonadíssimo pelo rapaz.
Mesmo encontrando o garoto nunca deixou de sair na balada, nem de ficar com outros homens, entretanto, no final de cada noite eu via em seu olhar uma certa tristeza...tristeza de que seu amor não estava ali com ele.
Quando Eduardo estava quase assumindo que estava pela primeira apaixonado na vida....ele surtou. Tornou-se ansioso, mau-humorado e ciumento
Em desespero consigo tomou uma decisão: através de mensagem de celular ele disse ao garoto que eram muito diferentes e não deveriam mais se encontrar.
Meus amigos ficaram pasmos com a reação de Eduardo. Eu não fiquei!!!!
Homens assim como Eduardo nunca se casam, raramente namoram e quando o fazem...traem ou são ciumentos.
Todos criticam Eduardo...o chamam de frio, calculista, que não é legal brincar com o coração das pessoas....mas o que fazer? Essa é a natureza dele...DON JUAN!!!
O garoto sumiu...Eduardo continua firme e forte em suas conquistas...mas sabem...ainda vejo uma ponta de tristeza nos olhos dele no fim da balada.
O amor não é feito para todos...antes do garoto, Eduardo estava sempre feliz e agora....tornou-se um simples mortal...tem um coração!!!

por VINCENZO GONZAGA

NEM TODOS SÃO CAPAZES DE AMAR!!!

16 comentários:

Marcos Freitas disse...

Na verdade ele tem medo de se tornar uma vitima de um Don Juan com poder de conquista maior que o dele. Pode ter certeza que o "menino" o atormentará para sempre, em silêncio, mesmo que nunca mais se reencontrem.

Alice disse...

Já cruzei com algumas pessoas assim ao longo da vida. E elas não têm cura.

Abraço-te disse...

Feliz é aquele que ama...
Que ame tudo e todos, o importante é amar...

Passa pelo blog, quero que voçe escreva sobre este filme, aquele que eu comento no meu blog...
Abraço-te

http://abraco-te.blogspot.com/2009/05/paixao.html

Dama de Cinzas disse...

Na verdade ele tem problemas de relacionamento brutais que podem não estar incomodando agora, que é bonito, novinho e pode conquistar quem quiser... Mas quando a idade chegar e isso não for tão fácil? Ele vai saber se relacionar com alguém? Já que a única coisa que ele faz é conquistar e descartar? Eu acho meio triste...

Beijocas

Darlan Silva disse...

'Nem tdo mundo eh capaz de amar', mas certeza, um dia tdo mundo sofrerá por esse tal amor.

Pra Ler Pausadamente... disse...

adorei o texto... conheçi alguns Don Juans em minha vida, e o fim deles quase sempre é a total solidão no fim das contas... o negócio é amar e se respeitar. sempre! Abraço forte!

Klero disse...

será que nem todos são capazes de amar? eu discordo... acho que existem contextos, situações, momentos, maturidades... e tudo isso influencia demais... é impossível compararmos sentimentos... de repente eu vivo algo que outra pessoa acharia que é amor, mas para mim é só um gostar descompromissado... como entender o sentimento de outro?

Pegante disse...

não sei qual mais triste:
o Don Juan que será eternamente infeliz
ou
o ultra-carente que só é feliz quando acompanhado.

vagner vargas disse...

tenho medo desse Eduardo...não quero conhecê-lo...hehehehhehhee

Diego Hatake disse...

Eduardo é um Don Juan... Eduardo é um coitado. XD

André Mans disse...

Uma coisa é certa: amor não foi feito para os fracos. Eu desprezo a atitude do seu amigo e morro de dó de tudo que ele abre mão por alguma coisa mal resolvido dentro dele. Terapia e coisas completas já!!

Luck® disse...

Vincenzo, você escreveu muito bem!

Será que as pessoas repararam na sua narrativa? Arrasou!

Eu penso que é natural ao ser humano amar. Que aqueles que parecem incapazes, sufocam essa capacidade e a converte em outras atitudes: talvez práticas, talvez em compensações em outras formas de amor.

Possivelmente estou fazendo considerações a respeito de seu amigo, com margem de erro total; Afinal, não o conheço.

Pela ótica relatada em seu texto, ele é capaz de crescer, de enfrentar as barreiras que criou ou foram criadas no quesito "apaixonar-se". Veja: foi uma experiência e tanto se deixar apaixonar, mesmo não assumindo isso... Deve ter sido difícil.

Tomara que ele se permita outra vez porque o amor é belo, é bom; Não aprisiona,compartilha...

*

Eu não ouso "ameaçar" a convicção dele, dizendo que "quando ele for mais velho...". Isso fica parecendo sermão punitório...

[].

CHICO disse...

Olá, amei seu blog. Vou add nos meus links favoritos. Se puder dar uma passada no meu blog. http://baugay.blogspot.com

abraços Chico.

Surviver disse...

oie, gostei muito do seu blog, e realmente sou muito carente, meu problema é timidez, sou incrivelmente timido!!! vivo em sampa a quase um ano e nunca fui a nenhuma boate ou festa gay.....=(
aiai......hehe
eu coloquei seu blog nos meus favoritos, se quiser da uma passada no meu:
http://unlockingthesoul.blogspot.com/

Rodrigo Melquiades disse...

Nossa que coisa naum...
Eu acredito nunca ter encontrado um AMOR....
Mas quem sabe um dia, néh!?
Quanto ao Eduardo, acho que todos são capazes de amar, porém nem todos capazes de abrir mão da sua liberdade, ou de se sentirem presos a outra pessoas, por isso optam a ficar só consigo mesma....

Abraço emu amigo Vicenzo...
Sdds...

Mari disse...

VI!!
Saudades de vc , do blog, da sua beleza e sensibilidade!
Vim te dar vários beijos!
E o livro??
Mande news! Tô aparecendo mais no blog. Passe por lá!
Bjosssssssssss